BR728x90cpm0360209_T4g.gif

Posts com a Tag ‘bullying’

Bullying Através dos Telemóveis

Jovens dizem nao ao bullying.

O Bullying é a agressão física ou psicológica exercida sobre as crianças e adolescentes normalmente por alunos mais velhos, e que embora tenha estado mais ou menos restrita ao ambiente escolar tem vindo a ganhar grande dimensão nos últimos anos, acontecendo agora em qualquer âmbito da vida dos jovens, seja na escola ou fora dela.

É um fenómeno mundial e muitos estudos têm sido feitos ao longo dos anos procurando tentar perceber as suas dimensões e motivações. O bullying através dos telemóveis ou através da Internet é uma consequência do facto de que a grande maioria dos jovens hoje em dia tem acesso às novas tecnologias um pouco para qualquer actividade que realize seja para entretenimento, para estudo, ou para conversar com os amigos.

Infelizmente estas actividades online como a criação de páginas de perfis com dados pessoais nas redes sociais como Twitter, Facebook, etc. torna os jovens mais expostos, tornando esta em mais uma forma do bullies (os “agressores” do bullying) usarem estes novos meios para exercerem pressão sobre as suas vítimas.

O Bullying deve ser evitado, ou terminado. Se você é vítima de bullying deve denunciar os seus agressores às autoridades escolares ou aos seus pais para que os agressores sejam devidamente castigados. O bullying é algo que pode deixar marcas para toda a vida, afectando o desenvolvimento da personalidade da vítima, porque acontece normalmente durante o início da adolescência quando a personalidade ainda está em desenvolvimento e é mais facilmente influenciável.

Não é fácil determinar como começa uma situação de abuso, mas do lado dos jovens é bom começar por não se mostrar “fraco” perante os mais velhos, evitar as situações e lugares mais arriscados, evitar andar sozinho, e não tomar uma atitude de inferioridade perante as situações que podem vir a originar o abuso, que depois se irá repetir vezes sem conta, podendo chegar a acontecer várias vezes por dia tornando a vida da vítima num inferno.

Para os pais, é importante também tentar perceber os sinais de que a criança é vítima de abusos, conversar com ela, saber quem são as suas companhias. Mas sem exagerar pois acompanhá-la à escola ou estar sempre perto dela pode até vir a ser também um motivo para que os outros miúdos começam a troçar dela, pois os jovens conseguem ser muito cruéis entre si. Alguns sinais de possível abuso podem ser exclusão, tristeza permanente, saídas da escola durante o horário em que o jovem deveria estar nas aulas, por exemplo.

Com os telemóveis e a Internet ficou mais fácil para os abusadores fazerem bullying, é mais fácil difamar e espalhar mentiras através das redes sociais, e infelizmente com repercussões muito maiores na vida da vítima, que fica exposta através dos seus perfis nos sites o online a ser “atacada” virtualmente, com a humilhação exposta aos seus amigos, o que pode ter consequências terríveis na personalidade e autoconfiança da pessoa.

A pressão pode ser tanta, devido à sensação de perda de privacidade e de que a humilhação a que é sujeita está à vista de todos, que no pior dos casos pode até levar ao suicídio. E como a Internet permite o anonimato, os abusadores estão à vontade para fazerem o que quiserem sem sofrerem consequências.

Mas o bullying não ocorre apenas entre alunos mais velhos que abusam e agridem os mais novos, mas o oposto também pode ocorrer, e pode até chegar-se ao extremo de alunos abusarem de professores, como no triste caso de há dois anos atrás na escola Carolina Michaelis, no Porto, onde um aluno filmou como o telemóvel uma disputa entre uma aluna e a professora, quando a professora tentou impedir a aluna de usar o telemóvel na sala de aula, e que por pouco não chegou a agressão física.

O caso foi notícia nos meios de comunicação porque o vídeo foi difundido na Internet, caso não o tivesse sido, este seria apenas mais um caso entre muitos que infelizmente acontecem todos os dias em algum lado, sem serem notícia e que ficam impunes.